Categorias
Paletes Colares para paletes Caixas plásticas Equipamento de armazém Transporte interno Roll container Contentores metálicos Promoções Atendimento ao cliente BlogSobre nós
Carrinho
  • Não tem itens no seu carrinho de compras...
  • 0
    Carrinho 0

    Paletes de plástico ou paletes de madeira?


    A escolha entre paletes de madeira e paletes de plástico não é uma consideração fácil para muitas organizações. As paletes plásticas são, depois das paletes de madeira, a palete mais utilizada no sector do transporte e exportação. Ambas têm as suas próprias vantagens e desvantagens em termos de preço, disponibilidade, segurança (alimentar), durabilidade, peso, capacidade de carga, etc. Dependendo do sector em que uma empresa opera, estes fatores terão um peso maior ou menor. Gostaríamos de esclarecer os aspectos mais importantes para si, enumerando-os abaixo.

    Higiene e humidade

    As regras HACCP ditam que a indústria alimentar deve utilizar ferramentas logísticas que satisfaçam certas normas de higiene durante o transporte e armazenamento.

    Um dos requisitos é que seja utilizado PEAD virgem (polietileno de alta densidade). Este tipo de plástico não absorve humidade e é por isso relativamente fácil de manter limpo e livre de germes. Não surpreende, portanto, que as paletes feitas

    com este material sejam também chamadas de "palete de higiene H1". Outros recursos logísticos, tais como a "caixa de carne" E2 são também fabricados especificamente tendo em conta a higiene. Ao contrário do PEAD virgem, a madeira é porosa e os organismos nocivos podem manter-se no material da palete, com todos os riscos sanitários associados.  

    DICA: as paletes de madeira devem ser tratadas para exportação para países fora da UE. Desde o Brexit, isto inclui o Reino Unido. Leia o nosso blogue para uma exportação sem complicações de paletes de madeira, graças ao tratamento adequado.

    Preço e ciclo de vida

    As paletes de madeira são geralmente mais baratas de comprar do que as paletes de plástico, graças ao seu material, volume e método de produção. 

    Esta gama mais vasta significa também que tanto a disponibilidade constante do mercado como a diversidade da oferta são a favor das paletes de madeira. Graças a uma existência mais longa, o próprio produto tem sido amplamente optimizado e muitos materiais adicionais, tais como extensões para paletes ou como também são chamadas de colares para paletes, estão também disponíveis.

    É também importante que as paletes de madeira possam ser facilmente reparadas, o que prolonga o ciclo de vida em caso de danos. Isto não só mantém os custos baixos, como também minimiza o impacto sobre o ambiente.

    As paletes plásticas são frequentemente feitas de uma só peça, são menos susceptíveis de serem danificadas devido à sua forma arredondada, e são recicláveis. A ausência de pregos e estilhaços torna-as mais seguras de manusear e até nas suas dimensões, o que optimiza a automatização. Os chips RFID também podem ser adicionados para tornar possível a sua localização através de um sistema de localização. Muito útil considerando o facto de que estas paletes podem ser relativamente caras.

    Peso e capacidade de carga

    As paletes plásticas são geralmente mais fortes por quilograma do que as paletes de madeira. Em termos de capacidade de carga final não há muita diferença, mas as paletes de madeira são em média um pouco mais pesadas. A palete Euro standard de 1200x800 mm tem uma capacidade máxima de carga estática de 1500 kg. Estático significa que nem a palete nem a carga estão em movimento, o que significa que não podem ocorrer picos de tensão e sobrecarga. Além disso, a palete deve estar sempre sobre uma superfície plana para uma distribuição óptima da pressão. Um número considerável de paletes de plástico tem a mesma capacidade de carga que uma euro-palete normal feita de madeira, mas muitas vezes pesa menos, dependendo da versão escolhida. Para exportação via transporte aéreo, uma palete de plástico é assim logicamente preferida em muitos casos.

    Impacto ambiental

    As opiniões divergem amplamente sobre a diferença na sustentabilidade e impacto ambiental das paletes de madeira e plástico. O facto é que as paletes de madeira são reparadas em grande escala e as paletes de plástico são relativamente fortes, mas a sua reparação não é (ainda) rentável, de modo que a reciclagem é a única solução. Por conseguinte, o equilíbrio ambiental parece ser a favor da palete de madeira. Contudo, há sectores como a indústria alimentar e a aviação onde as paletes de plástico (HDPE virgem) têm a vantagem sobre as paletes de madeira tradicionais.
    A escolha do material depende do sector em que uma organização opera e da forma como utiliza a palete (numa base diária). Ao ponderar cuidadosamente os fatores acima mencionados, pode fazer a escolha mais lógica.

    Tem alguma pergunta sobre este blogue no que diz respeito a paletes de plástico ou de madeira? Por favor contacte-nos através de [email protected] ou do 244 829 345.

    Comentários
    Seja o primeiro a comentar...
    Deixe um comentário